Equipe de Bolsonaro estuda fundir tributos em imposto único nos moldes da CPMF.

 

“Imposto sobre Movimentações Financeiras (IMF), um tributo para reunir todos os impostos sobre renda e consumo, federais, estaduais e municipais. Essa é uma das propostas para a área tributária que está em estudo pela área técnica da campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL). Seria o Imposto Único.”

 

“Segundo integrantes da equipe de especialistas que cercam Bolsonaro, a proposta que está sobre a mesa é a do economista Marcos Cintra, que unifica impostos e cobra apenas um, sobre todas as movimentações financeiras, da mesma forma que foi praticado com a CPMF, que vigorou durante 11 anos no Brasil.

 

Em setembro, em evento privado com investidores, o economista Paulo Guedes – chamado de “Posto Ipiranga” por Bolsonaro – chegou a mencionar a proposta de um tributo semelhante à CPMF. Não se tratava, nesse caso, de juntar vários impostos num só, como a ideia do Imposto Único, mas sim de criar um tributo para capitalizar a Previdência Social. Na ocasião, a ideia da “nova CPMF” foi rechaçada pelo candidato assim que veio a público.

 

A proposta do Imposto Único também é defendida pelo presidente licenciado do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), que já chamou o modelo de arrecadação praticado hoje no Brasil de “manicômio tributário” e preside a frente parlamentar mista de defesa do Imposto Único.”

Leia mais aqui.

 

Fonte: Gazeta do povo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *