INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS INGRESSAM COM ADIN CONTRA A LC N. 157/16.

 

A Confederação das Instituições Financeiras (CNF) ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra as alterações trazidas pela Lei Complementar n. 157/16, no que diz respeito ao local da incidência do ISSQN em relação, principalmente, aos serviços descritos nos subitens 15.01 e 15.09 da lista de serviços em vigor. A referida ADIN deverá ser julgada pelo Ministro Celso de Mello.

 

Comentário do Consultor: Derrubada, portanto, a ingenuidade daqueles que acreditavam no irrestrito cumprimento da lei pelas Instituições Financeiras e Administradoras/Operadoras de Cartões de Crédito, desde que os Municípios seguissem as regras por elas estabelecidas. Recomendamos aos Municípios aprovarem suas leis neste exercício, independentemente da decisão do STF.

 

Fonte: Consultor Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *